sexta-feira, 6 de maio de 2011

A Verdade sobre o casamento de Kate Middleton

Um zumbido de circuitos... uma pequena explosão de luz e...



Kate... querida Kate... já tivemos essa conversa mil vezes!

Vc não pode desistir do seu casamento por mim! Não sei como acessou minha máquina de teleporte e veio parar no meu quarto. E como assim está deixando o príncipe casar com uma cyborgue disfarçada de vc?

A bateria dessas coisas só dura algumas horas. Vc precisa voltar pra lá correndo! digo, em átomos, mas correndo!

Sim, eu sei que vc sente falta do sexo transloucado. Eu chamo aquela posição de Millenium Falcon... Mas foi só uma aventura, minha inglesinha. O mundo é assim, vc vai me esquecer. Olha eu vou te ajudar. Tá vendo isso? isso é o meu contracheque. Não, não ganho isso por minuto. É pro mês inteiro mesmo. Claro que não é possível sobreviver 30 dias com isso. Faço freelancers o tempo todo. Sou um desenhista, o que eu posso fazer? sim, ando considerando a prostituição... devo baixar um tutorial dia desses...

Mas encare a realidade minha inglesinha: não posso cobrir seus mimos. Ok, entendo, novamente a questão sexual e o quanto vc sente falta de gemer daquele jeito. Fiquei até meio surdo de um ouvido.... Mas vc não pode ensinar alguns truques pro príncipe? ahhh... não é a mesma coisa né? ele não sabe te dar tapas no bumbum e te chamar de safada? como assim ele pediu que vc fizesse nele??! não... é melhor não explicar.

Tá bom, tá bom... não chora, só dessa vez ok? vc volta pra máquina de teletransporte?

Ok, então lá vai: SLAPT! Safaaaada!!!

Pronto... pode voltar. Acionando mecanismos e... ei Kate, volta! entrou uma mosca! Kate, não!!

Ahn... não foi minha culpa...

Urbano.

2 comentários:

  1. HAHAHA, ri alto agora. Tinha esquecido do seu senso de humor.

    ResponderExcluir
  2. kkkkkkkkkkkkkkkkkk...

    Adorei!

    ResponderExcluir